Entrevista

Entrevista completa da Fergie para o The Guardian

Fergie concedeu uma nova entrevista para o site britânico The Guardian, e falou sobre assuntos variados como conhecer a cantora Cher, a energia do público ser renovadora, e mais. A cantora está lançando seu single, L.A.LOVE (la la), no dia 25 lá no Reino Unido.

Fergie Ferg! Como você está?
Eaí? Tudo está ótimo, as coisas estão agradáveis (Fergie falando com sotaque britânico). Quer saber? Não faço essa palavra faz um tempo. Sua voz também soa agradável.

Obrigado! Como está o seu dia?
Bom, eu estou curtindo. São 9 e 35 da manhã.

Você já tomou café da manhã?
Meu café da manhã de todos os dias é um suco verde que estou tomando neste momento. É com couve, espinafre e alface. O que salva é metade de uma banana, metade de uma maçã e metade de uma pera.

Você era uma vencedora de concursos de soletração quando criança, certo?
(Risos) Esse rumor cresceu além das proporções. Eu ganhei um concurso de soletração uma vez.

Ah sim. Você pode soletrar “quandary” para mim, por favor?
Quandary? Ok, Q-U-A-N-D-R-Y.

Incorreto. Agora tente “committee”.
Eu não sabia que eu iria passar por isso. Ok, C-O-M-M-I-T-T-E-E.

Correto! Parabéns! Seu novo single, L.A.LOVE (la la), cita aproximadamente 40 países e cidades e mesmo assim não menciona Antígua e Barbuda, Uzbequistão ou Burkina Faso. Foi um descuido, certamente?
(Risos) Ah, eu não sei.

Pode ter um remix futuramente?
Possivelmente. Eu tentei incluir o máximo de lugares que eu pude. Mas a maioria dos lugares que citei são nostálgicos para mim e eu estava pensando nos locais onde fiz turnê e visitei a passeio. Eu não acho que Cazaquistão esteja na música também, mesmo que eu tenha performado lá.

No vídeo, você passeia por L.A em um ônibus. Quando foi a última vez que você usou transporte publico?
Bem, foi quando peguei um voo para Dakota do Norte no dia de Ação de Graças.

Não acho que avião conte como transporte público.
Ah não? Por quê? Não é um meio de transporte público?

Bem, nem todos podem viajar em um avião particular. Transporte público costuma ser ônibus ou trem.
Sabe o que eu costumava usar? Uber (Uma espécie de taxi). Eu sou uma fã de Uber. As vezes o motorista se surpreender quando eu entro no carro. Eu tenho um nome diferente para a conta, é claro.

Já faz 9 anos desde o lançamento do seu álbum solo, The Dutchess. O que você tem feito nesse tempo?
Bem, o The Dutchess foi uma época que me tomou dois anos, e fazendo turnês e tudo do tipo, então eu fiz outros dois álbuns com o Black Eyed Peas, com Boom Boom Pow, I Gotta Feeling, Imma Be, Rock That Body, Meet Me Halfway e The Time. Então eu disse: “Meninos, eu tenho que dar uma pausa”. Fiquei grávida, comecei a reformar nossa casa, o que foi ótimo, tive que sair de casa grávida, mudei para uma alugada, tive o bebê, mudei para a casa reformada – que ainda não está terminada – e então comecei a desvendar o que é ser uma mamãe. Com minha rotina de malhar, tempo para o marido, tempo para ser mamãe e ainda voltar para o estúdio, tenho feito muita coisa. Mas enquanto isso tudo, estive escrevendo e sempre com novas ideias que eu gravo e escrevo em algum papel. Agora, posso finalmente finalizar minhas ideias.

Você acha que sairá uma música desta entrevista? Está conseguindo captar alguma ideia disso tudo?
Sim, talvez eu chame a música de “Agradável, como sua voz” (cantando). “Eu conheci um cara, sua voz era agradável”.

Nossa própria Fergie, Sarah Ferguson, realmente te chamou para conversar quando viu o título do seu álbum?
Não foi exatamente depois do lançamento, mas depois de algum tempo ela quis unir as Fergies para uma projeto de caridade. Ela me chamou para performar, então me ligou. Foi engraçado porque eu estava no telefone com Sarah Ferguson, inspiração para o nome do meu álbum.

Você recentemente disse que seu marido entrou na sua sessão de depilação e que ele estava curioso com isso. O que ele queria saber?
Eu não sei, você tem que perguntar para ele (risos). Você vai ter que perguntar qual das partes de seu cérebro estava sendo usada no momento. E ele não saiu, ficou lá.

Você não está pegando pesado na hipnoterapia?
Sim, isso funciona. Minha terapeuta não é somente alguém que hipnotiza as pessoas, ela é treinada em terapia. É uma terapia normal e no final, você entra em um estado mais relaxado onde ela pode falar com seu subconsciente. Eu fico muito relaxada e é quase um estado de sonho. É estranho, eu fico ouvindo a voz dela depois. Eu fiz hipnose para comer, então deito lá, ela me enche de sugestões positivas e depois, quando vou ao refrigerador, ouço a sua voz me dizendo para ser sensível.

Você era do Wil Orchid que fez shows de abertura em uma turnê da Cher. Você se encontrou com ela?
Muito pouco. Eu costumava passar e ver suas perucas e fantasiar em levar uma para casa, especificadamente uma vermelha cheia de cachos. Eu contei para ela depois em algum fashion show em Paris. Ela é uma mulher incrível e é uma pessoa muito espirituosa.

Eu achei um vídeo seu de 2008 onde você da uma estrelinha só com uma mão enquanto canta Barracuda. Incrível, mas, por quê?
Durante a música Shut Up na turnê com o BEP, nós tínhamos momentos muito divertidos e Will e eu fazíamos uma disputa esquisita de vocais. Eu atingia uma nota muito alta então ele fazia um movimento de breakdacing, e eu espontaneamente tirei esse movimento do meu treino de ginástica. Eu lembro que eu fazia só com uma mão, então eu colocava o microfone na outra. Uma vez fiz isso, e então o publico pediu para que eu fizesse sempre

O Black Eyed Peas foi número 1 nos Estados Unidos por exatamente metade do ano de 2009, com Boom Boom Pow e I Gotta Feeling. Você ficou um pouco cansada do Black Eyed Peas em algum momento?
Quando você canta as músicas toda noite, você provavelmente enjoe de ouvir sua própria voz (Risos). Mas ao mesmo tempo, o que te alivia dessa sensação é o público, porque você se esquece do seu cansaço e entra na vibe deles.

Você já lançou quatro fragrâncias, mas qual eu perfume preferido de outra celebridade?
Eu não comprei nenhuma outra fragrância desde que comecei a fazer as minhas próprias (risos). Você acaba acumulando. Tenho outra fragrância saindo em março

Lady Gaga uma vez disse que ela gostaria de um perfume com cheiro de sangue e sêmen. Qual seria o seu perfume dos sonhos?
Quando eu comecei a fazer minhas fragrâncias, eu quis alguma coisa rock’n’roll, então adicionei couro negro ao perfume. É um cheiro que eu gosto muito

Sangue e sêmen é bem rock’n’roll.
(Risos) Sim, com certeza.

Não tenho certeza se quero passar isso no meu corpo, para ser honesto.
Verdade.

Lee Ryan da boy band Blue do Reino Unido aparece no final de London Bridge. Como isso foi acontecer?
Sim! Eu costumava ver ele quando estava em turnê. Isso tem um tempo – Eu não me lembro como aconteceu. Ele provavelmente estava na cidade então chamamos ele para participar.

Não, ele está no final da música, bem no finalzinho, conversando.
Não!

Sim, ele está. Tive que confirmar.
Do que você está falando?

Na versão do álbum, bem no final, ele tá conversando com um sotaque horrível de Cockney.
Ah sim! Verdade! Eu te disse, não ouço minhas músicas com muita frequência. Meu Deus, isso foi divertido. Eu fico entediada com álbuns que não tenha um conteúdo a mais. Eu cresci ouvindo Dre e Snoop e eles sempre tem ligações e esquetes divertidas que tornam os álbuns legais.

Qual sapato você recomendaria da sua marca Fergie Footwear para um encontro em um restaurante high-class?
Eu escolheria os sapatos edição limitada para os feriados. É chamado de Reagan, red strappy heel com dourado contornando e detalhes metálicos. Todo lucro vai para Dress For Success, uma instituição de caridade que ajuda mulheres a conseguirem um emprego e viverem melhor. Então, não é somente bonito nas pernas, mas é também perfeito para o Valentine’s Day, confortável e ajuda as mulheres em necessidade.

Com qual frequência as pessoas te perguntam sobre quando você fez xixi no palco?
Ah Deus, outra pergunta assim não! CHATO!

Foi muito agradável conversar com você.
Agradável! Exatamente. Eu sabia que você usaria essa palavra

Comentários
Topo